quarta-feira, 10 de abril de 2013

Terrible two: Ele realmente existe!!!

1 comentários
E de repente você descobre que seu filho mudou... Ahn? Como assim?
Pois é, mamães. É assim que começa nosso post de hoje.
Sempre achei que fosse apenas conversa de mãe, mas acabei descobrindo que o "terrible two" existe mesmo!!! 





Tudo começou de uma hora pra outra, aquele menininho carinhoso, obediente, tranquilo (embora bem levado), se transformou. Agora ele bate, morde, belisca. Não obedece mais e ainda desafia. Sabe que algo está errado e vai ser repreendido, por isso vai devagar, olhando pelo canto dos olhos para ver se alguém está olhando, e mesmo que alguém esteja olhando ele vai lá e desafia, afronta. O cantinho do pensamento já não causa nenhum pensamento, chega a passar uma manhã inteira sentado lá. Coloco, deixo dois minutos, tiro, pede desculpa, e faz TUDO de novo!!!!
A palavra de ordem é "Não!". "Não" para comer, "Não" para ficar na mesa, para ficar na cama, para deitar para dormir, para trocar fralda, para trocar de roupa. É não, não e não!!!

Os brinquedos ninguém mais pode pegar, e se algum amiguinho encosta, sai de baixo pq são gritos, choro e birras!!! Se joga no chão.

Acorda de madrugada e quer água, pego e ele resolver querer o "tete" (mamadeira), pego e ele resolve que quer ir para meu quarto! Oi??? Vou enlouquecer!!! Socorro!!!

A paciência parece que vai se esgotar... Pareço estar num caminho sem fim. Será sempre assim agora?
E esse choro, essa manha, essa birra por querer algo que não pode?

Um dia passa??? Dura até os 3 anos???

Já li alguns relatos e vejo que passa... Para alguns passa logo, para outras chega a durar até os 4 anos. Vi que acontece com quase todas as mães, vi que é da criança... e vi que preciso exercitar minha paciência e meu amor por esse pequeno "birrento" que apareceu na minha casa. Espero que por aqui td passe logo.
E que eu saia viva de toda esse mudança!!!

Bjos







segunda-feira, 8 de abril de 2013

Aguardem!!! Em breve, muitas novidades por aqui!!!

0 comentários
Sumi de novo!!!

Prometi que isso não aconteceria, mas meu note resolveu que precisava de folga e "pifou". Mais de uma semana sem o mesmo... e descobri como somos viciadas e dependentes dessas tecnologias de hoje. Quase tive uma coisa de tanto esperar!!!



Mas td tem seu lado bom!!! Muitas coisas aconteceram essa semana, e em breve td vai virar uma SUPER NOVIDADE!!!
Uma idéia linda, para um projeto lindo, para pessoas lindas!!! Vocês não perdem por esperar!!!

Infelizmente só posso prometer algo para depois do meio do ano, mas garanto que será um segundo semestre surpreendente para quem nos segue!!!

AGUARDEM!!!!

Hoje ainda volto com a Dica do Dia e um relato inédito para vcs!!!

Boa semana!!!

Bjos cheio de saudades!!!


quinta-feira, 21 de março de 2013

Para se emocionar. Vale a pena!!!

0 comentários






"Tudo vai passar. Eles vão crescer e dispensarão nosso colo. Vai chegar a fase em que os amigos serão mais importantes que os pais. Que nossas demonstrações de afeto em público serão consideradas um grande 'mico'.


Que em vez de torcermos para que eles durmam, torceremos para que cheguem logo em casa. Que não se interessaram mais pelos velhos brinquedos. Que o alvoroço na hora do almoço vai dar lugar a calmaria. Que os programas em família serão menos atrativos que os churrascos com a turma. Que dirão coisas tão maduras que nosso coração irá se apertar. Que começaremos a rezar com muito mais frequência. Que morreremos de saudade dos nossos bebês crescidos.


Por isso... Viva o agora. Releve as birras. Conte até 10. Faça cosquinhas. Conte histórias. Dê abraços de urso. Deite ao lado deles na cama. Abrace-os quando tiverem medo. Beije os machucados (sim, beijo de mãe cura de verdade). Solte pipas. Brinque de boneca. Faça gols, comemorem, divirtam-se. Acordem cedo nos domingos para aproveitar mais o dia. Rezem juntos. Estimule-os a cultivar as amizades. Faça bolos. Carregue-os no colo. Faça com que saibam o quanto são amados. Passem o máximo de tempo possível juntos... Assim, quando eles decidirem partir para seus próprios voos, você ainda terá tudo isso guardado no coração. "
(Cinthia Moralles)



segunda-feira, 18 de março de 2013

A Dica de Hoje: Toalhas Umedecidas Dry Baby Plus.

1 comentários

Olá!!!

Como prometido hoje inauguramos nossa Dica do Dia.
Toda semana vou trazer uma dica diferente para vocês e ela pode ser sobre qualquer coisa.

São dicas pequenas, de coisas que me auxiliam no dia-a-dia, ou lugares que gosto de frequentar com Felipe, produtos que testei e gostei, coisas que achava desnecessário comprar e depois vi que fazem uma super diferença, ou até mesmo algum livro que li e indico.

Se você tiver alguma dica para nos passar não deixe de me escrever, vamos juntas montar uma "Dica do Dia" com você.

A dica de hoje é sobre os lenços umedecidos Dry Baby Plus.


Pacote com 50 unidades.


Conheci esses lenços através de uma amiga e confesso que quando me indicou fiquei meio receosa pois já tinha visto vários que não prestavam.
Um dia precisei trocar Felipe e ela estava comigo, como ela também tem um bebê me emprestou para que experimentasse, assim só compraria se realmente gostasse.
Para minha surpresa eu adorei! Na verdade ele é uma toalhinha umedecida ( a diferença do lenço para a toalha é o tamanho). São super resistentes, não tem cheiro forte, não são molhadas demais, nem secas.
Sem contar que são super em conta!!!
Hoje pago menos de 3,00 no pacote com 50 unidades!!! Onde achamos isso num produto de qualidade???
Quando vou comprar já pego logo a caixa que vem com 8 pacotes e pago em torno de R$ 24,00.


Caixa com 8 pacotes de 50 unidades.

É um produto que vale a pena conhecer, afinal é um pequeno investimento. Se você não gostar o dinheiro "jogado fora" será bem pouco. Agora se você gostar, concorda comigo que será uma super economia? ;-)

Abaixo segue o único lugar que comprei  a Dry Baby Plus até hoje.
É uma distribuidora em São Paulo que inclusive tem várias coisas bem mais em conta.

http://www.jnfraldas.com.br/


Espero que gostem da dica de hoje!


Bjos e até a próxima.






quarta-feira, 13 de março de 2013

Pagando língua: Socorro, ele não come mais!!!

0 comentários
Boa noite mamães.

Hoje vim falar de um dos maiores aprendizados que tive como mãe. Pode parecer besteira, mas não é.
O que mais aprendi e estou aprendendo é que "pagamos língua" de tudo que falamos. Hahahaha.
Tudo o que falei q não faria tive que acabar fazendo, e um dos maiores exemplos foi o uso da chupeta. Não queria e passei a gravidez inteira falando que não daria... Pois é... tive que dar ainda na maternidade para que Felipe aprendesse a sugar o peito na hora da amamentação. 
Falei que não faria festa de 1 ano porque a criança não curte. Fiz e Felipe que já andava se divertiu muito, só dormiu quando a festa acabou.
Mas vou falar sobre algo que tem me deixado angustiada. 
Sempre quis que meu filho comesse de tudo, sem frescura. Falei isso a gravidez inteira. Quando Felipe saiu do peito e começou a se alimentar foi a minha maior felicidade. Ele comia SUPER bem e de tudo. Não recusava NADA! Acho que até cheguei a comentar aqui no blog. Pois bem... Fui falar e o que aconteceu? Ele simplesmente PAROU de comer. Mas é parou mesmo!!! Queria viver a base de leite e eu sem saber o que fazer. 


Tentei de tudo e mais um pouco. Fiz aqueles pratos lindos de palhacinho, meninos e tal,  e ele comeu só o arroz branco, não podia ter nada misturado. Tentei iogurte, biscoitos, mingau, frutas...
Agora melhorou um pouco, BEM pouco!!! Começou a comer alguns tipos de biscoito (evito os recheados, mas confesso que tem dias que até dou pq tenho medo dele não comer absolutamente nada!), banana ele adora e o arroz de sempre ( que na minha cabeça é o mesmo que nada). O resto ele ou não abre a boca ou quando abre bota tudo pra fora. E eu juro que tenho vontade de chorar...
Já conversei com diversas mães, várias me dizem que é uma fase e que vai passar, que com fome ele não fica e tal... Mas confesso que ainda me sinto insegura. Não fica com fome, mas pode ficar com anemia, doente, resistência baixa. 


Ai... ai... Para q eu fui abrir minha boca e contar que ele comia de tudo?

Preciso de ajuda!!! Dicas de como fazer com que meu filho volte a comer.

Alguém com a fórmula secreta? 

Beijos




quinta-feira, 7 de março de 2013

A vida que me ensinou a viver!

1 comentários

A vida era tranquila, sem rotinas, sem horário para quase nada.

Podia dormir tarde e acordar mais tarde ainda, não tinha almoço, muito menos jantar, comíamos algo na rua ou pedíamos no delivery.
Conseguia comer tudo quentinho, sem interrupções.

O banho podia ser tomado na hora que acordava, no meio da tarde de sábado, na hora de deitar ou na hora que quisesse... e ele era longo. Entrava no chuveiro e até me esquecia que precisava sair.

A TV passava noticiário, filmes, novelas... Eu prestava atenção aos diálogos, me concentrava.

Era tão fácil sair de casa... Trocava de roupa apenas uma vez, pegava a minha bolsa e a chave.
Na minha bolsa iam apenas coisas  de mulher: carteira, batom, maquiagem, escova, celular.

Dirigia tranquila, ouvindo músicas da rádio, cds que sempre gostei.

Tinha minha independência, não dava explicações ou satisfações a ninguém. Não fazia promessas sobre a hora de voltar.

Um dia tudo isso mudou. E eu que achava que não conseguiria viver de outra forma hoje me vejo diferente.

Tenho hora pra acordar, mas não para dormir.

As refeições são preparadas por mim, e são feitas na mesa, cada um no seu lugar.
Nem sempre consigo saboreá-la quente. Existem brinquedos para recolher, fraldas para trocar, choro para amparar.

O banho pode ser tomado enquanto ele está na escola, ou depois que dorme, mas precisa ser rápido. Ele pode acordar, o telefone pode tocar e pode ser alguém da escolinha avisando algo. Não posso perder tempo embaixo do chuveiro.

Minha TV não sabe mais quais são os canais que eu gostava... ela hoje passa desenhos e dvds infantis o dia todo. E quando consigo dar uma escapada para ver algo diferente acabo me emocionando com qualquer notícia de morte, acidente, superação, dor, felicidade... Acho que depois daquele 28 de maio de 2011 me tornei ainda mais sensível, não só as minhas dores, mas a dor de quem está ao lado.

Hoje para sair de casa são várias trocas de roupa, sempre tem um xixi que escapa, uma mão que suja minha blusa, uma comida que voa e resolve pousar bem na blusa branca.
Minha bolsa virou de uso comunitário, tem carrinho, bonecos, chupeta e até metade de um pirulito, biscoito ou chocolate.

Aprendi a dirigir com um olho pra frente e outro para a cadeirinha atrás de mim. O choro, o grito e até o silêncio causam susto, medo, insegurança.

Os meus cds nem sei mais se existem e nem mesmo o que tocavam... hoje na lista dos mais tocados estão a Galinha Pintadinha, Cocoricó, Patati Patatá, Balão Mágico e por ai vai...

Para sair e para deixar na escolinha preciso "combinar" que volto logo, que quando terminar a brincadeira ou o programa de TV já estarei de volta. E essa confiança existe porque cumpro cada horário.

Um pequeno ser mudou minha vida, me colocou na rotina, me fez conhecer um amor que jamais imaginei existir.
Acho que me tornei uma pessoa melhor.
Você me completa, me ensina a sorrir mesmo quando a dor é grande, me ensina que chorar e pedir colo não é sinal de fraqueza, que o amor não é dividido, apenas multiplicado.
Você me ensina a viver e nessa relação mãe e filho aprendi que quem mais aprende sou eu.


Meu amado e querido filho Felipe, essa é apenas uma mensagem de agradecimento para você que tanto me ensina.
Te amo mais que tudo!!!

Beijos
Mamãe.


terça-feira, 5 de março de 2013

Quando os palpites te classificam.

1 comentários
Boa tarde mamães.
Demorei, mas voltei!
Hoje vim falar de um assunto que me entristece e percebi que não ocorre só comigo.

Sou mãe e dona de casa. Parei de trabalhar fora para cuidar do meu filho e em momento nenhum me arrependo. Mas a cada dia tenho notado que sou julgada por isso. Já falei sobre esse tema aqui e hoje é apenas um complemento desse sentimento.

Felipe não dorme a noite toda. Mesmo tendo 1 ano e 9 meses ainda acorda diversas (e não é exagero) vezes a noite. Isso realmente acaba comigo. Primeiro porque tenho um sério problema para pegar no sono, por mais cansada que esteja quando deito o pensamento de todo o dia fica passando em flash...
Segundo porque uma das piores coisas q existem é o sono picado. Igual telesena, de hora em hora!!!Não suporto!!!

Eis que outro dia estava comentando com uma conhecida que estava cansada, com sono e precisando de férias. E qual foi a reação da dignissima??? Se revoltou. Como eu poderia estar cansada se meu filho estuda meio período e eu não trabalho fora??? Q eu não merecia o filho que tinha, porque ele é muito bonzinho e eu reclamo que ele me dá trabalho. Juro que minha cara caiu quando ouvi tudo isso.  Por incrível que pareça eu não retruquei... Juntei meus cacos de péssima mãe e fui pra casa.

Durante a noite, quando fui dormir me peguei pensando nisso novamente e me perguntei se valia mesmo a pena levar em consideração o que aquela pessoa tinha dito.

Quer dizer então que só porque eu acho saudavel e necessário que meu filho vá para a escola eu não posso me cansar? Alguém sabe o que eu faço nesse meio período em que ele está lá? Pois então, eu faço o jantar, lavo roupa, passo as roupinhas dele, arrumo o quarto e junto os brinquedos, faço supermercado, sacolão. Sem contar que ele fica das 13:00 às 16:45 na escolinha. Não fico um grande período longe dele e nem quero.
Então quer dizer que só porque eu abri a minha boca para dizer que não sei mais o que fazer para que ele durma a noite toda, que estou cansada por isso eu não o amo e não o mereço??? Ah, faça-me o favor!!!
Quem me conhece sabe que Felipe é prioridade em tudo na minha vida.  Agora essa regra de que porque sou mãe não posso ter descanso, não posso reclamar, eu sinceramente não conhecia.

Sei que não acontece só comigo porque semana passada conversei sobre isso com algumas mães na escolinha. Mas que acho um absurdo isso eu acho.

Bom foi um desabafo... Desculpem!

Bjos e até a próxima! ;-)